MAISQ Blog

Fique por dentro do que rola na MAISQ e no universo da Publicidade e Propaganda.

Quando Chamar Um Influenciador Digital Para Minha Marca?

Quando Chamar Um Influenciador Digital Para Minha Marca?

O Influenciador Digital é um indivíduo que exerce um impacto de alta consideração de valor, seja para um segmento, um público ou até mesmo um nicho específico. Dentre suas principais tarefas e habilidades, está a capacidade de formar um grupo de seguidores fiéis e engajados com o seu conteúdo, o que por consequência afeta as opiniões e atitudes desse público que o acompanha.

É importante destacar que a influência é inerente a um grupo de pessoas e faz parte da cultura de consumo, muito antes da internet. Se voltarmos alguns anos, podemos entender que o principal influenciador era um artista famoso de televisão, ou um músico, e, em algumas ocasiões, um ator de comerciais que ganhava destaque devido a sua inserção repetitiva. Vai dizer que você não conhece o rapaz da Trivago?


Porém, esse exercício de influência se difere bastante nos dias atuais. Quando um artista, seja ele uma celebridade ou um garoto(a) propaganda, é contratado por uma marca, o seu papel é o de transmitir uma mensagem previamente elaborada pela a equipe criativa que gerencia o conteúdo de marketing. O papel dele, nesse caso, é representar uma figura carismática e que transmita credibilidade para o público consumidor final.

Já o Influenciador Digital vai na contramão desse arquétipo, uma vez que ele ganha reconhecimento através da sua opinião pessoal e individual. Isso não quer dizer que há um pacto com alguma verdade, principalmente uma verdade absoluta. Mas é ao transmitir as suas opiniões – quase sempre em tom informal – que a sua base de seguidores se consolida. Outro fator importante, é o que os influenciadores desenvolvem seu próprio conteúdo, num formato autoral e mais próximo da realidade.


Tudo isso responde porque você deveria trazer um influenciador para representar a sua marca? Não. Mas o influenciador digital nasce justamente no contexto onde o lugar de fala das pessoas comuns se projeta como uma opinião marcante, ou seja, ele é um consumidor final e que pode reunir impressões decisivas sobre o seu produto para outros consumidores.

Porém, você deve fica atento quanto alguns requisitos na hora de fazer essa escolha. Reunimos aqui algumas dicas para avaliar a qualidade de serviço de um influenciador.

Bora lá?


Número de Seguidores Não é Tudo.

Talvez essa seja uma das dicas mais importantes antes de tomar qualquer decisão. Se você pretende partir do ponto de vista que, quanto mais seguidores, melhor o influenciador... Vixe! Não, absolutamente não.

E afirmamos isso por alguns motivos:

1 – Nem todo volume de seguidores é tãaaaao real assim. É possível conseguir seguidores através de ferramentas, como os chamados “seguidores fantasmas”, quase sempre perfis que são programados para interagir de maneira automática. Eles podem ser facilmente comprados para aumentar a credibilidade de um perfil. Essa é uma das razões pela qual você já deve ter visto perfis com mais de 20 mil seguidores, e publicações com no máximo 200 curtidas. Essa conta não fecha, né?


2 – Por outro lado, Influenciadores com milhares de seguidores engajados, ou até mesmo milhões, também nem sempre estão ao alcance de marcas menores ou marcas locais, dificultando um pouco o acesso estratégico que talvez uma marca ainda em desenvolvimento esteja procurando.

3 – Segundo a Markerly – um site que reúne diversos influenciadores ao redor do mundo – perfis com menos de 100 mil seguidores, os ditos “micro-influenciadores”, conseguem mais alcance e projetam mais confiança e realidade na hora de promover um segmento, serviço ou produto. Além disso, a facilidade de negociação e poder de alta taxa de conversão são maiores.

Audiência, Midia Kit e Qualidade.

Continuando o pensamento anterior, mas afunilando um pouco mais as exigências, temos que levantar alguns requisitos que você deve ficar atento. Ao fechar parceria com um Influenciador, você deve ter em mente que isso faz parte da sua estratégia de marketing, e não é apenas uma nova forma de promoção, ou um diferencial.

Analise todos os dados do perfil escolhido. Pessoas com mais experiência nessa área possuem uma ferramenta chamada Midia Kit. Lá você confere todos os dados de audiência, engajamento e os dados demográficos, que irão dizer muito sobre a responsabilidade do serviço que essa pessoa está oferecendo.

Veja como foram os resultados dos últimos meses daquela página, entenda o contexto e como esse influenciador administra o seu próprio negócio. Uma reunião para elaborar estratégias de maneira colaborativa pode trazer uma perspectiva mais esclarecida e decisiva pra você.

Considerações Finais.


Nenhuma escolha estratégica deve ser feita do dia para a noite. Procure entender o seu tempo e faça uma pesquisa aprofundada na hora de trabalhar com um influenciador. Se informe, busque qualidade.

Quando tomar uma decisão, tenha em mente que será um período de muita exposição para o seu negócio. Esteja preparado para responder todos os comentários, pois será uma fase intensa de movimentação nas suas redes sociais.

Se informe sobre as pessoas que oferecem esse serviço na sua região. Marque uma reunião como qualquer outra que você está acostumado a fazer. Se necessário, entreviste diferentes pessoas até encontrar aquela que melhor fala com o seu público.

Procure por alguém que se comunique de maneira natural e que tenha habilidades aprimoradas de oratória e saiba como elaborar um conteúdo claro, objetivo, mas cativante e convincente. É fácil reconhecer alguém que se expresse bem, há uma espécie de encantamento natural na fala e que nos cativa quase que de imediato.

Esperamos que esse artigo possa lhe ajudar a pensar um pouco mais sobre o assunto. Continue acompanhando nosso blog, curta nossa página no Facebook e também no instagram.

Até mais!